• Um pouco de história
    A KIBON
    Kibon é gostoso e faz bem, há 70 anos. A maior e mais querida
    marca de sorvetes do país estreou quando a geladeira ainda era
    objeto raro nos lares daqui.
  • 1940

    A U.S. Harkson do Brasil – Indústrias Alimentícias nasce no Rio de Janeiro. A companhia norte-americana Hazelwood, principal acionária da sociedade anônima, dá origem à marca Kibon. A instalação da primeira fábrica é autorizada em dezembro.

  • 1942

    Os Sorvex Kibon começam a ser produzidos no Brasil. As estrelas são o sorvete Eskibon e o picolé de chocolate Chicabon.

  • 1947

    O picolé de chocolate, lançado em 1942, se converteria num clássico da marca. Num final de semana, 3 milhões de picolés chegavam a ser vendidos

  • 1950

    As fábricas da Kibon expandem-se para atender à demanda crescente. O sucesso do ano vem de uma fruta tropical: o sorvete de maracujá.

    Uma marchinha convida o consumidor a levar Sorvex para casa.O produto é apresentado como uma delícia nutritiva e fácil de servir.

  • 1952

    Kibon lança um sorvete para ser vendido em estádios de futebol: o Ki-chute. Nesse ano, a linha de produtos inclui os sorvetes Já-Já, Ton-Bon, Ká-Lú.

  • 1953

    A Kibon patrocina o primeiro episódio da série “Emília no país da gramática”, do Sítio do pica-pau amarelo, da TV Tupi. É um dos primeiros casos de merchandising da TV nacional. Ao longo da década, a marca patrocinou outros programas, como o Teatro de Cacilda Becker, também na Tupi, a Grande Ginkana Kibon e a Revista infantil ping-pong, na TV Record.

  • 1955

    A FAMÍLIA KIBON CRESCE
    Sorvete em lata, sundae, picolés de frutas e bolo gelado compunham a linha.

    A marca fazia muito sucesso mesmo quando a geladeira
    ainda não era popular
  • 1960

    SPOT “KIBON SORVEX”

    O spot apresenta Eskibon, feito com chocolate da melhor qualidade.
    O sorvete é descrito como uma das “boas coisas da vida”

    SPOT “A PRAIA” DE KIBON

    Uma marchinha apresenta Kibon como o melhor do verão.
    A delícia que alimenta é nutritiva e muito saborosa

  • 1962

    1962 é marcado por promoções, como a que dá miniaturas de jogadores de futebol em troca de palitos de picolé. Campanhas publicitárias e cursinhos voltados para a dona de casa divulgam o conceito de que o sorvete é alimento saudável e sobremesa da família.

    JINGLE DO CARRINHO DE KIBON

    Jingle com a música que anuncia a chegada do carrinho do sorvete Kibon.
    A propaganda coincide com promoções da marca, como a que troca palitos de picolé por miniaturas de jogadores de futebol

  • 1963

    FILME “PICOLÉ DE ABACAXI” DE KIBON


    Os sorvetes Kibon surgem como opção refrescante, que capta o sabor da fruta.
    A propaganda traz um retrato das praias brasileiras na época

  • 1964

    Lançamento do Kibonbon, sorvete de coco em caixinha. Na televisão, a marca patrocina o Cine-Show Kibon, da TV Excelsior, e as Aventuras submarinas, na TV Record, que substituem a Grande Ginkana Kibon. Patrocinado por Kibon desde 1960, o programa Os brotos comandam faz sucesso na Rádio Bandeirantes.

    FILME “CARROCEIRO COM KI-UVA” DE KIBON

    Os sabores de fruta são o foco do comercial, com destaque para o de uva.
    “A sombra refrescante do verão” aparece como slogan

  • 1965

    A partir deste ano, os sorvetes passam a ser embalados em papel parafinado.

    PROMOÇÃO DAS BANDEIRAS DE KIBON
    A marca sempre se destacou pelas promoções realizadas.

    A troca dos palitos por brindes incentiva o consumidor a conhecer a linha
  • 1966

    ANÚNCIO IMPRESSO DE ESKIBON
    Clássico da marca até hoje, o sorvete seria um dos
    primeiros lançamentos.

    Eskibon conquistou os consumidores junto com
    Chicabon, os sorvetes pioneiros da marca

    FILME “AQUALOCOS” DE KIBON

    O verão motiva mais esta propaganda, que associa os picolés a muita diversão.
    Como personagens do filme, a platéia de um show de acrobacias na água

    FILME “PICOLÉ DE LARANJA” DE KIBON PARA A TV

    O filme apresenta o recém-lançado picolé de laranja.
    A apresentação como alimento saudável e refrescante caracteriza a marca

  • 1967

    Uma máquina de embalar picolés automaticamente chega à fábrica da Kibon. A propaganda avisa: “Ninguém põe a mão em seu picolé. Embalagem selada”.

  • 1970

    ANÚNCIO DE CHICABON
    Os picolés, embalados mecanicamente, continuam um sucesso entre os brasileiros.

    Para envolver os sorvetes, permanece o papel parafinado introduzido em 1965
  • 1971

    BRINQUE COM OS PALITOS DE KIBON
    Os palitos de madeira são substituídos por uma versão
    colorida e de plástico.

    O novo modelo se transforma num jogo de montar, com
    peças de encaixe
  • 1972

    Os palitos de madeira começam a ser substituídos pelos plastitos, de plástico flexível, coloridos e encaixáveis.

  • 1974

    FILME "FRIOZINHO NO NARIZ" DE KIBON

    O jingle cita os picolés na carrocinha amarela, que dão friozinho no nariz.
    O sorvete aparece como guloseima que agrada toda a família, e não só as crianças.

    Os tijolos ganham status de sobremesa fina, com o lançamento de Charlotte, Kapuccino e Spumoni.

  • 1975

    A Kibon traça planos para que o consumo de sorvetes perca o caráter sazonal e, principalmente, os picolés deixem de ser adquiridos por impulso na praia. A novidade do ano é o sorvete em copo Napolitano, que mescla os sabores de morango, chocolate e nata.

    CAMPANHA DE FORTALECIMENTO DA MARCA KIBON
    Famosa pelo "melhor sorvete", ela é conhecida pelos carrinhos que vendem o produto nas ruas.
    Além dos picolés, os ambulantes distribuem o sorvete em copo no sabor napolitano
  • 1976

    Os índices mostram pela primeira vez vendas uniformes durante o ano, um sinal de mudança no comportamento do consumidor, que não condiciona o consumo de sorvete ao verão. A estratégia da marca é a segmentação, com muitos lançamentos, e o avanço nas vendas em supermercados, campo ainda pouco explorado.

  • 1977

    As latas de sorvete são substituídas por embalagens de plástico e tornam-se sucesso de vendas.

    FILME “PICOLÉ CHICABON E O PRIMEIRO DIA NA ESCOLA”

    Um roteiro emocionante, que associa o picolé ao sabor da infância.
    Nas horas mais felizes da sua vida, a marca está presente com o melhor sorvete

  • 1978

    Lançamento da linha Doces Brasileiros, com os sorvetes Kindim e Kimanjar Branco, que reforçam o conceito do produto como sobremesa.

  • 1979

    A marca investe no público jovem, frequentador de lanchonetes, com os picolés Banana Ki-Split, Milk-Shake e Sundae.

    LANÇAMENTO DOS PICOLÉS BANANA KI-SPLIT, MILK-SHAKE E SUNDAE
    A linha resgata as mais tradicionais sobremesas à base
    de sorvete.

    Os lançamentos têm como alvo o público jovem,
    freqüentador de lanchonetes
  • 1980

    LANÇAMENTO DOS PICOLÉS NO SABOR PÉ-DE-MOLEQUE E DOCE DE LEITE
    A linha reforça o uso dos sorvetes como opção de
    sobremesa.

    Aos poucos, tomar sorvete fora do verão passa a se tornar
    um hábito brasileiro

    Chega ao mercado uma linha de sobremesas francesas para ser consumida em casa. O diferencial são as novas texturas, obtidas com máquinas de alta tecnologia.

  • 1982

    A Kibon lança a linha de embalagens decoradas. São seis latas pintadas com motivos art nouveau. O grande sucesso leva a uma nova coleção, com 12 latas assinadas pelo artista plástico Aldemir Martins. • A Kibon associa-se à Q-Refresco e transfere toda a sua linha de produtos secos para a empresa, como chicletes, pós para sucos e chocolates. A ação encerra a estratégia de diversificação adotada na década de 70. A nova orientação da marca é centrar esforços na produção de sorvetes e ampliar a participação no setor de sobremesas.

  • 1984

    RECEITAS SOFISTICADAS COM KIBON
    A linha de acompanhamentos para sorvete ganha
    embalagens menores.

    Coberturas, xaropes, castanha de caju e marshmellow
    tornam-se disponíveis para consumo doméstico

    A Kibon lança novos acompanhamentos para sorvete. A linha, que já atendia às lanchonetes e sorveterias, ganha embalagens menores para consumo doméstico. Ela inclui coberturas, complementos (marshmallow e castanha de caju) e xaropes para milk-shakes. Uma promoção e uma revista popularizam receitas com os produtos.

  • 1987

    A marca ganha o slogan “É gostoso e faz bem”, que a associa ao prazer e à saúde, fortalecendo a imagem do sorvete como alimento saudável. • O clássico Eskibon sai de linha. As máquinas que o produziam tornam-se obsoletas.
    O sorvete volta no ano seguinte, graças à atualização tecnológica, com o slogan “Algumas coisas são realmente insubstituíveis. Eskibon só tem um”. • A partir de 1987, a Kibon passa a medir seu desempenho também dentro do segmento de sobremesas, no qual competiria com bolos, pudins e frutas. Desde sua chegada ao Brasil, a Kibon detinha pelo menos 60% do mercado de sorvetes, mas, nesse segmento mais amplo, obtinha apenas 4% do consumo, portanto havia muito espaço para crescer.

  • 1988

    A Kibon traça planos para que o consumo de sorvetes perca o caráter sazonal e, principalmente, os picolés deixem de ser adquiridos por impulso na praia. A novidade do ano é o sorvete em copo Napolitano, que mescla os sabores de morango, chocolate e nata.

    ANÚNCIO DA LINHA DE PICOLÉS SUCO ED FRUTAS NO PALITO
    A partir de 2001, eles passam a formar a família Fruttare, com o fim da marca anterior.

    Uva, limão, morango, coco e tangerina são os sabores disponíveis
  • 1989

    Lançamento da nova linha Frutilly, de picolés de frutas recheados com creme, para o público infantil.

  • 1990

    Lançamento da linha Diet Form, para consumidores preocupados em manter a forma física. A campanha de lançamento inclui patrocínio a eventos esportivos. • A Kibon investe na transformação dos palitos de madeira em hastes plásticas, flexíveis, coloridas e encaixáveis. Assim nasceu o projeto “Criando com Palitos”, em que educadores ministravam atividades lúdicas em escolas, hospitais e nas fábricas da Kibon. Em quase 20 anos de atuação, o programa atendeu cerca de 1,5 milhão de crianças e 50 mil professores.

  • 1991

    Os picolés de fruta passam a integrar a família Fruttare. Uma nova campanha destaca os sabores da linha, com atenção para Limão, que tem o melhor desempenho na categoria. O jornal Folha de S.Paulo lança a pesquisa anual Top of Mind, inédita no País, para apontar as marcas mais lembradas pelo consumidor brasileiro. Kibon conquista o primeiro lugar em sua categoria e confirma a colocação em todas as edições posteriores da pesquisa.

  • 1994

    ANÚNCIO IMPRESSO DE FRUTTARE DA KIBON
    Todos os picolés de fruta passam
    a integrar a mesma família de
    produtos.
    A campanha destaca os sabores
    da linha – o de limão é o mais
    vendido
  • 1996

    FILME "ARNALDÃO E ARNALDINHO"

    O musculoso Arnaldão se exibe solitário, enquanto Arnaldinho é rodeado de mulheres.
    O segredo do jovem franzino é oferecer a delícia da Kibon para as moças de biquíni

  • 1997

    A Kibon é comprada pela Unilever (na época Gessy Lever).

    ANÚNCIO DOS SABORES ESPECIAIS DE VERÃO DA KIBON
    Os lançamentos especiais de
    verão numa campanha inspirada
    nos quadrinhos.
    Neste ano, a Gessy Lever (nome
    da Unilever brasileira, na época)
    adquire a Kibon
  • 1998

    A Kibon traz de volta ao mercado brasileiro o sorvete Cornetto, marca internacional da Unilever e sucesso em vários países.
    Kibon ganha novo logotipo: um coração. Sua nova imagem é apresentada no site da marca, inaugurado na mesma época. • Magnum, a marca de sorvetes da Unilever mais vendida no mundo, é relançada no Brasil pela Kibon.

  • 2000

    ANÚNCIO DE CHICABON 500, EDIÇÃO LIMITADA ALUSICA AOS 500 ANOS DE BRASIL
    O picolé combina três tipos de chocolate: tradicional, branco e meio-amargo.

    A campanha é baseada no slogan “Esta marca que faz parte da sua história”


    O tradicional Chicabon ganha a edição comemorativa “500 anos do Brasil”, enquanto o Cornetto estreia sabores e versões em copinhos.

  • 2001

    Kibon comemora 60 anos de Brasil, com grande campanha publicitária. Entre os lançamentos do ano, destacam-se a versão reduzida do clássico Eskibon e os sorvetes em pote Dellice, cuja campanha é estrelada por João Gordo, músico e apresentador da MTV, identificado com o público jovem.

  • 2002

    É lançada a franquia Kibon Soft Ice, voltada para o segmento de casquinhas e sundaes. Os primeiros quiosques foram inaugurados no Nordeste, em 1998. Em 2002, são 60 pontos de venda, o que motiva o lançamento da franquia em outras regiões. Nessa época, o segmento de consumo fora de casa cresce 20% ao ano.
    A Kibon inova o segmento de sorvetes em máquina, com o Cornetto Kibon Express. O equipamento, desenvolvido especialmente pela empresa, permite que consumidor monte seu Cornetto na hora, em shopping centers e lanchonetes.
    Um grupo de veteranos escolhe quem será o próximo inquilino da habitação.
    O sorvete de casquinha é associado ao clima de descontração entre os jovens



    FILME “REPÚBLICA”, DE CORNETTO

    Filme “República”, de Cornetto, com entrevista de jovem para integrar uma moradia estudantil

  • 2003

    CAMPANHA OS SETE PECADOS DE MAGNUM DA KIBON

    O sorvete de palito surge em edição limitada, com sete novos sabores.
    Cada versão é inspirada em um dos sete pecados capitais

    A Kibon introduz no Brasil a linha de sorvetes Carte d'Or e Dellice, de sobremesas sofisticadas.
    Magnum lança uma edição limitada, com sete sabores inspirados nos sete pecados capitais.
    No fim do ano, Kibon e Bauducco lançam Kibon Chocottone, panetone com gotas de chocolate, recheado com sorvete Chicabon. Essa parceria de sucesso é mantida ao longo dos anos seguintes.

  • 2004

    Inspirada em desenhos animados de grande audiência entre as crianças, a linha infantil traz novidades como os picolés Kibon Bob Esponja Patrick e Kibon Yu-Gi-Oh!
    Lançamento de Kibon Ades, sorvete com os mesmos sabores e valores nutricionais da bebida à base de soja da Unilever.

  • 2005

    Surge o Chicabonzinho, versão reduzida do tradicional Chicabon, para o público infantil.
    A Kibon une-se à Adams e lança o picolé Kibon Bubbaloo, o primeiro sorvete com o sabor original do chiclete.
    Lançamento das novas embalagens de Kibon Fruttare.

  • 2006

    Lançamento de Kibon Cornetto em barra, versão diferenciada do tradicional cone.
    A linha Karo, que pertencia à Arisco, entra para o portfólio Kibon. O nome tradicional é mantido, mas os rótulos são reformulados, com a inserção do logo da marca.
    Mudança de todas as embalagens e receitas dos sorvetes da linha Cornetto, que passam a ter recheio no cone inteiro.
    Lançamento de Kibon Carte d'Or Zero 0% Gordura, na versão copo de 120 ml.
    A Kibon elimina a gordura trans de todos os seus produtos.

  • 2007

    Lançamento de Kibon Refresh e Kibon Copão – nas regiões Norte e Nordeste do Brasil e no interior de São Paulo –, para competir com marcas mais baratas.
    Chega ao mercado o picolé Kibon Napolitano, em edição limitada de inverno. O sabor, um dos mais vendidos entre os potes de 2 litros, tem a missão de manter estável o consumo de sorvete durante toda a estação.Comemoração dos 65 anos do Chicabon, com nova embalagem, em estilo vintage, resgatando os principais ícones dos pacotes do sorvete. Embalado no novo layout, surge também o Kibon Chicabon Mini.
    Inauguração da Estação Kibon, na fábrica de Valinhos (SP), que mostra a história e o cotidiano da fábrica de sorvete. Lá está o Trenzinho Kibon, adquirido pela empresa na década de 70.Pela primeira vez um refrigerante vira picolé: é o Kibon Guaraná Antarctica, uma parceria entre Unilever e AmBev.

  • 2008

    A linha 2 litros ganha o Kibon Sonho de Valsa e o Ouro Branco, elaborados em parceria com a Kraft, a partir dos bombons clássicos. São relançados os sabores Flocos, Creme e Napolitano, sem gordura e com mais Vitamina C e Cálcio.
    A linha Fruttare ganha novas versões regionais: edições limitadas de Coco com Abacaxi, na Região Sul; Graviola, nas regiões Norte e Nordeste; Manga e Coco, e linha Raízes do Brasil, nos sabores Açaí e Acerola, reconhecidos por seus poderes energizantes e pela concentração de Vitamina C, nas demais regiões. • Edição limitada de Kibon Magnum Sentidos, linha criada no México em 2006. Ao Brasil, chegam as opções de maior sucesso internacional: Sound (audição) e Taste (paladar).
    Lançamento de Kibon Delícias da Terra, em edição limitada, com os sabores Coco Queimado e Milho Verde. Inspirados em doces típicos brasileiros, com preços mais acessíveis. • Os sabores clássicos vendidos em potes de 2 litros passam a ser fabricados com 70% de leite, ingrediente nutritivo que garante mais cremosidade, apontada pelos consumidores como o segundo elemento mais importante na qualidade do sorvete. Outra inovação foi o lançamento do sorvete de chocolate com novo sabor, inspirado em chocolates belgas, convidando o consumidor a Celebrar Mais todos os momentos gostosos do dia a dia, levando sorvete para casa.
    Relançamento do sorvete Magnum no Brasil, alinhado ao conceito global: Autoridade Mundial em Prazer. Os quatro sabores são ícones de sofisticação: o tradicional Magnum Clássico, o mais vendido no mundo; Magnum Dark Chocolate; Magnum Amêndoas; e Magnum Dulce de Leche. Esse é o principal investimento de Kibon no ano.

  • 2009

    Lançamento da linha Sabores do Coração da Kibon. Milho Verde e Amendoim foram escolhidos por ser os preferidos dos brasileiros.
    Lançamentos de Magnum Branco, Magnum Devotion Cookies e Magnum Devotion Avelãs e Castanhas.
    Lançamento de Fruttare Caseiro, nos sabores banana e morango, em embalagem de 80ml (20ml a mais do que os outros picolés), mas com apenas 100 calorias. • Lançamento de Cornetto Lovelicious e Cornetto Atraction Napolitano. Toda a linha ganha novas embalagens, com linguagem visual mais divertida.
    Os Picolés Clássicos – Tablito, Chicabon, Eskibon, Brigadeiro e Chokant (comercializado apenas na Região Nordeste) – ganham embalagens com visual retrô, remetendo à história e curiosidades da marca. Há uma alteração nas formulações da barrinha interna de chocolate no Tablito – um dos mais vendidos – e a casquinha do Brigadeiro torna-se supercrocante.
    Lançamento da nova linha Receitas Caseiras, que vai direto do freezer à mesa, incorporando todos os sabores da linha Carte d’Or, que lança o Pudim de Leite Condensado, considerado uma das sobremesas mais apreciadas do Brasil.
    A linha de sabores clássicos vendidos em potes de 2 litros com 70% de leite na composição pode permanecer mais tempo fora da geladeira, graças a inovações tecnológicas.
    Kibon lança uma série de multipacks, pensando no público que prefere consumir os picolés em casa e com toda a família, na hora do lanche ou como petisco. As unidades são menores e, conforme o sabor, as quantidades variam de quatro a dez picolés em cada multipack.

  • 2010

    “Celebre Mais a Vida com Kibon” é o slogan da campanha que divulga os novos sorvetes feitos com 70% de leite, ingrediente nutritivo, reforçando o hábito de consumir o produto em casa e em família.
    Em parceria com a Lacta, marca de chocolates da Kraft Foods Brasil, a Kibon lança o pioneiro Ovo de Páscoa Chicabon, um ovo de chocolate recheado com sorvete.
    Lançamento da linha Momentos da Kibon, especialmente criada para celebrar as ocasiões românticas; em potes de 460 ml, quantidade ideal para duas pessoas.